Promotoria realiza audiência para tratar das máquinas de hemodiálise alojadas no Hospital Santa Isabel

A Promotoria da Saúde de João Pessoa convocou o secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio para prestar esclarecimentos sobre o não aproveitamento de 40 máquinas de hemodiálise adquiridas desde 2012 e alojadas no Hospital Santa Isabel. Um inquérito civil público tramita na Promotoria da Saúde para investigar em sua inteireza as denúncias apresentadas pelas Associação dos Renais Crônicos do Estado da Paraíba (Renais-PB).

Conforme a 1ª Promotora de Justiça de Defesa da Saúde Maria das Graças Azevedo, em audiência realizada na última quarta-feira (28), o secretário informou que foi aberta concorrência pública tendo com referência de preço a tabela SUS com desconto de 13% referente à depreciação das máquinas principais e ao uso do espaço físico, tendo como vencedor o Instituto Walfredo Guedes Pereira que é mantenedor do Hospital São Vicente de Paula. “A previsão que o secretário deu na audiência é o serviço erá inciado em abril”, informou a promotora..

“Como é sabido, a questão dos renais crônicos é recorrente e infelizmente a demanda tem aumentado ano a ano, o que vem estrangulando o acesso a esse serviço, com consequente agravamento das condições físicas e emocionais dos usuários”, destacou a promotora.

A promotora de Justiça Maria das Graças de Azevedo Santos, junto com os auditores do Tribunal de Contas da União (TCU) e representantes da Secretaria Municipal de Saúde, compareceram, na última quinta-feira (1º), ao Hospital Santa Isabel para verificar in loco o estado atual da obra.

A promotora informou que, no hospital, já foi realizada a instalação hidráulica e elétrica para que as máquinas sejam colocadas para funcionar e atender à população. Ela destacou que, para funcionar, o serviço deve atender a todos os regulamentos da Vigilância Sanitária.