Secretaria de Saúde de Bayeux deve regularizar transporte de pacientes renais, diz promotoria

A Secretaria Municipal de Saúde de Bayeux tem dez dias úteis para adotar as medidas necessárias à solução dos problemas relacionados ao transporte dos pacientes renais que precisam se deslocar a serviços de saúde localizados em João Pessoa para fazer hemodiálise. Para isso, terá que disponibilizar mais um veículo ou organizar melhor os horários do transporte dos pacientes, a fim de evitar o deslocamento demorado, que vem prejudicando a saúde dos usuários, após os procedimentos médicos.

O prazo foi definido pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), em audiência promovida, na manhã desta terça-feira (4), na Promotoria de Justiça de Saúde, com representantes da secretaria e de pacientes renais. As medidas adotadas deverão ser comunicadas à promotoria.

Cerca de 40 pessoas, que moram em diversos bairros de Bayeux, precisam se deslocar a diferentes estabelecimentos de saúde, na Capital, para fazer hemodiálise. As sessões acontecessem de segunda a sábado, em três turnos, sendo que o primeiro turno começa às 6h e o último, às 20h.

Representantes dos pacientes renais disseram que a prefeitura disponibilizava dois veículos para fazer esse transporte. Um veículo transportava os pacientes que vivem na parte alta da cidade e o outro, os pacientes que vivem na parte baixa do município. No entanto, a partir de junho deste ano, o transporte passou a ser feito por uma única van, que inclusive, apresenta avarias (como ar-condicionado e a maçaneta da porta quebrados) e quebra com frequência, atrasando ainda mais os tratamentos.

Conforme explicou a promotora de Justiça Fabiana Lobo, vários usuários disseram que a mudança gerou uma série de transtornos e que muitos pacientes chegam a passar mal durante o trajeto (que ficou mais demorado).

Os representantes da Secretaria Municipal de Saúde, por sua vez, informaram que, recentemente, foi realizada licitação e que será entregue uma nova van em boas condições para fazer o transporte desses usuários. No entanto, comunicou à promotoria que um único veículo será destinado ao transporte dos pacientes renais, haja vista que a secretaria possui muitas demandas e a colocação de mais um veículo para hemodiálise ocasionaria mais custos, inclusive com motoristas.

Por conta disso, a promotoria determinou prazo para que a secretaria resolvesse o problema e garantisse o transporte com segurança e qualidade aos pacientes renais.