GT de Prevenção ao Suicídio realiza reunião no MPPB

O Grupo de Trabalho Prevenção ao Suicídio, coordenado pelo Ministério Público da Paraíba, realizou mais uma reunião para discutir ações. A reunião ocorreu na sede da Procuradoria-Geral de Justiça.

Participaram o coordenador do Núcleo de Políticas Públicas do MPPB, procurador Valberto Lira, a 2ª promotora de Justiça da Saúde da Capital, Jovana Tabosa, e representantes do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, da Secretaria de Saúde de João Pessoa, do Hospital Edson Ramalho, do Hospital da Unimed, do curso de Teatro da UFPB, do Samu Regional de João Pessoa, do Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba, da Polícia Militar da Paraíba, Coordenadora Estadual de Saúde Mental, do Hospital do Valentina, do Hospital Nossa Senhora das Neves.

Durante a reunião, o representante do Corpo de Bombeiros, 1º tenente José Carlos Silva, apresentou dados sobre os suicídios ocorridos na Paraíba, alertando que uma grande quantidade dos suicídios ocorre aos finais de semana.

Já a representante do Hospital de Trauma, Anne Michele Paiva, informou que o número de suicídios seja por meio farmacológicos ou por arma branca, tem aumentado. Também falou também que a Cruz Vermelha brasileira aqui na Paraíba, disponibilizou uma sala para desenvolver o projeto 'Ressignificando Vidas'.

O procurador Valberto Lira afirmou que seria importante convocar, para a próxima reunião, o IML. Ele também sugeriu que seja feito um evento, convocando as secretarias de saúde dos municípios da macro região para uma discussão a respeito da capacitação de suas unidades para o atendimento de pacientes psiquiátricos.

A representante da Secretaria de Saúde da Capital, Alessandra Gomes, informou que houve uma reunião com os representantes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e que a UPA de Cruz das Armas tinha o maior índice. Ela também declarou que, por mais que existam os hospitais de emergência para atendimento de tentativas de suicídio, o que fica mais próximo da população são as unidades de atenção básica, e que por isso é importante a capacitação desse pessoal.

A promotora Jovana Tabosa designou a próxima reunião para o dia 5 de dezembro, quando deverão ser convidados o diretor do IML e a presidente da Cruz Vermelha na Paraíba.