Atuação da 2ª Promotoria do Meio Ambiente de JP garante instalação e funcionamento de 100 novos hidrantes na Capital

João Pessoa dispõe agora de 100 novos hidrantes instalados e em funcionamento. Isso ocorreu devido à atuação da 2ª Promotoria de Justiça do Meio Ambiente e Patrimônio Social de João Pessoa. A aquisição foi feita pelo Corpo de Bombeiros Militar da Paraíba e a instalação ocorreu em locais previamente selecionados, seguindo o Código de Postura do Município.

De acordo com o promotor de Justiça João Geraldo Barbosa, tudo começou com a instauração, em 2014, pelo Promotoria do Patrimônio Social de um procedimento preparatório, que posteriormente foi convertido em inquérito civil, para verificar a situação dos hidrantes na Capital, em 2014. Na época, o Corpo de Bombeiros informou que havia 48 hidrantes instalados em João Pessoa, dos quais 43 em pleno funcionamento.

Foram realizadas diversas audiências com o Corpo de Bombeiros e outros órgãos sobre a situação da Capital. Inicialmente, a corporação havia informado à Promotoria de Justiça que o número de hidrantes era o suficiente para o atendimento em casos de incêndio, mas estudos técnicos posteriores verificaram a necessidade de aquisição de novos hidrantes.

Ainda segundo o promotor, os cinco hidrantes defeituosos foram consertados e adquiridos mais 100 equipamentos. “Em 433 anos da Capital paraibana, essa foi a segunda vez que houve aquisição de hidrantes. A última tinha ocorrida há cerca de 100 anos e não cobria toda a cidade”, destacou o promotor.

Os novos hidrantes foram instalados nos bairros de Mangabeira, Cristo, Oitizeiro, Cruz das Armas, Castelo Branco, Gramame, Portal do Sol, Pedro Gondim, José Américo Expedicionários, Tambiá, Seixas, Muçumagro, Bairro das Indústrias, Varjão, Costa do Sol, Bancários, Torre, Jaguaribe, Cabo Branco, Manaíra, Bessa, Água Fria, Tambiá, Altiplano, Mandacaru, Paratibe, Róger, Miramar, Bairro dos Ipês, Ernani Sátiro, Mumbaba, Treze de Maio, São José, Cuiá, Padre Zé, Tambauzinho, Anatólia, Jardim São Paulo e Planalto da Boa Esperança.

O promotor João Geraldo destacou ainda que agora a Capital conta com uma rede de hidrantes que pode ser utilizada pelos bombeiros no combate de incêndios e outras operações. “Muitos bairros novos que não tinham nenhum hidrante e agora já possuem um”, disse. Ele destacou ainda que, num momento em que há grande preocupação nacional com a questão dos incêndios, desde 2014, a Promotoria vem atuando para garantir essa medida preventiva. Devido à resolução do objeto, o promotor arquivou o inquérito civil público, já tendo-o encaminhado para homologação do Conselho Superior do MPPB.

 

Clique aqui para ver tabelas dos locais onde estão instalados os hidrantes.