Projeto da ONU é apresentado na Promotoria da Mulher de João Pessoa

O movimento ElesPorElas (HeForShe), da Organização das Nações Unidas (ONU), foi apresentado, na terça-feira (10), na Promotoria de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar de João Pessoa. O movimento foi criado pela ONU Mulheres como um esforço global para envolver homens e meninos na remoção das barreiras sociais e culturais que impedem as mulheres de atingir seu potencial, e teve a adesão da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Governo do Estado, em novembro de 2017.

A promotora de Justiça Rosane Maria Araújo destacou que o Ministério Público quer ser parceiro desse projeto. “A dignidade da mulher é um bem coletivo. Já trabalhamos o empoderamento das mulheres a agora vamos trabalhar com os homens. Precisamos desconstruir o machismo. O MP se sente convocado para participar do movimento”, disse.

Rosane Araújo declarou ainda que o Ministério Público vai desenvolver o projeto de grupos reflexivos para homens envolvidos em violência doméstica contra a mulher com o objetivo de diminuir a reincidência e construir uma masculinidade não agressiva.

O professor da UFPB, Ricardo Moreira, que coordena o movimento da universidade, falou que o objetivo é envolver os homens no empoderamento feminino. Ele disse que, no Brasil, apenas a UFPB, a USP e a UNB assinaram o termo de adesão com a ONU para participar do movimento.

Ele informou que, em novembro será realizado um congresso sobre empoderamento das mulheres e masculinidades não-violentas e convidou a promotora Rosane Araújo para ser uma das palestrantes do evento.

A apresentação do projeto teve a participação de representantes da UFPB, da Polícia Militar e da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana.