Concurso de redação: sindicato vai mobilizar escolas privadas do Estado

O coordenador do Fórum de Combate à Corrupção (Focco), promotor Leonardo Quintans, se reuniu nesta quinta-feira (11/07), com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado da Paraíba (Sinepe), Odésio Medeiros, para solicitar o apoio ao 11º Concurso de Desenho e Redação “Faça o que é certo ainda que ninguém veja!”. O coordenador foi acompanhado de Walber Silva e Fernando Albuquerque, da Controladoria-Geral da União (CGU-PB).

O concurso está sendo promovido pelo Ministério Público da Paraíba (MPPB), Controladoria-Geral da União (CGU) e Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco-PB). O objetivo é conscientizar estudantes de escolas públicas e privadas sobre a importância dos temas ligados à ética e à cidadania.

Segundo o promotor Leonardo Quintans, o presidente do Sinepe aderiu à solicitação e informou que pretende mobilizar a rede privada de ensino no Estado para oportunizar a participação dos estudantes no concurso. O Sinepe representa as escolas particulares de todos os municípios paraibanos, exceto de Campina Grande.

A reunião com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino faz parte da estratégia definida na última reunião do Focco de intensificar a divulgação e mobilização junto às redes pública e particular, nos municípios paraibanos, para que alunos dos ensinos fundamental e médio participem do concurso.

 

Concurso

As inscrições para o concurso devem ser feitas pelas escolas (públicas e privadas) até 23 de agosto, pelo endereço eletrônico https://concursos.cgu.gov.br/. O concurso é destinado a alunos dos ensinos fundamental e médio, além da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Os estudantes matriculados do 1º ao 5º ano do ensino fundamental deverão concorrer através de desenhos. Já os estudantes do 6º ano do fundamental ao 3º do médio e os de Educação de Jovens e Adultos (EJA) deverão escrever redações.

A etapa estadual vai premiar 13 vencedores (um de cada ano), elencados em categorias. Na etapa nacional, há mais uma categoria: Escola-Cidadã, que vai premiar o melhor trabalho do tipo “Plano de Mobilização”. Os participantes paraibanos inscritos na etapa nacional estarão automaticamente inscritos na etapa estadual.

Os ganhadores do ensino fundamental receberão tablets. Já os vencedores do ensino médio e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) serão premiados com um curso de português do Centro Zarinha, parceiro do evento. A premiação da etapa estadual deverá ser feita até fevereiro do próximo ano.