Corregedoria-Geral realiza correição na Promotoria de Guarabira

A Corregedoria-Geral do Ministério Público do Estado da Paraíba (CGMP) iniciou, na segunda-feira (22/02), os trabalhos de correição virtual nos cargos da Promotoria de Justiça de Guarabira. A correição será realizada até quinta-feira (25/02).

A reunião inicial foi realizada por videoconferência com a participação do corregedor-geral, Alvaro Gadelha; da subcorregedora-geral Kátia Rejane Lira Lucena; dos promotores corregedores Anne Emanuelle Malheiros Costa y Plá Trevas, Clístenes Bezerra de Holanda e Rodrigo Pires de Sá; e dos promotores que atuam em Guarabira, Eduardo Barros Mayer, Edivane Saraiva, Andréa Pequeno, Cláudia Bezerra, e Danielle Lucena.

A reunião foi aberta pelo corregedor-geral que agradeceu aos promotores pelo atendimento e presteza. Ele destacou, nesse primeiro contato,o propósito de sua gestão de tornar a Corregedoria mais democrática. "O promotor tem nessa casa orientação e proteção. Queremos ser escudos do promotor. Para nós, é um privilégio estarmos trabalhando nesse nível de aprofundamento da instituição".

Alvaro Gadelha anunciou ainda mudanças principalmente na entrevista que será feita por ele e por um relator. "Queremos saber as dificuldades que vocês têm na promotoria para juntos tentar resolver, no âmbito da Corregedoria ou da Procuradoria-Geral".

A subcorregedora-geral Kátia Rejane Lucena destacou a amizade com os membros que integram a Promotoria de Guarabira e a missão de juntos verificar o que está precisando para melhorar o serviço. "Todos somos Ministério Público e temos a missão de dar um serviço de excelência à sociedade. Para isso temos que estar juntos, unidos com o mesmo propósito".

Os promotores corregedores Clístenes Holanda, Rodrigo Pires e Anne Emanuelle Malheiros ressaltaram a intenção de contribuir com a gestão do corregedor-geral e explicaram a divisão de trabalhos da correição em Guarabira, na qual cada um ficará responsável por dois cargos.

Os promotores que atuam em Guarabira parabenizaram o corregedor-geral pelo objetivo de tornar o órgão mais democratico e a equipe escolhida. Eles se colocaram à disposição para os esclarecimentos, aperfeiçoamentos e orientações necessárias, destacando a importância do aprendizado para prestação do serviço com excelência. Os promotores enfatizaram ainda o desafio com a ampliação da comarca de Guarabira, que agora abrange nove municípios.