Membro do MPPB recebe 'Medalha Defesa Civil Nacional 2018'

O empenho do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e o trabalho desenvolvido pela instituição junto aos poderes públicos para garantir a conclusão das obras do Eixo Leste da Transposição das Águas do Rio São Francisco, no município de Monteiro, receberam mais um reconhecimento importante, através da entrega da 'Medalha Defesa Civil Nacional 2018' ao procurador de Justiça do MPPB, Francisco Sagres, que participou ativamente de todo esse processo, junto com outros membros do MPPB que integraram o comitê de gestão dos recursos hídricos da Paraíba.

A medalha é uma iniciativa do Ministério da Integração Nacional e foi criada em 2002, através do Decreto 4.217. Ela será entregue na tarde desta terça-feira (5), aos profissionais e personalidades civis e militares, nacionais ou estrangeiras, e a instituições que se destacaram pela relevância dos serviços prestados ao país e à comunidade nacional em assuntos de defesa civil. A medalha condecora personalidades nos graus de 'Grande Oficial', 'Comendador' e 'Cavaleiro'. Francisco Sagres recebeu a medalha correspondente ao grau de “Grande Oficial”.

A solenidade está sendo realizada no auditório Coronel José Nilton Matos, na Academia do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, em Brasília. Francisco Sagres está acompanhado da esposa, a procuradora de Justiça, Janete Ismael, que também prestigia o evento do Ministério da Integração Nacional.
        
Tansposição

Em 2015, o MPPB criou um comitê para fazer a gestão da crise hídrica por que passava o Estado, devido ao grande período de estiagem, enfrentado pelo Estado e país.

Uma das áreas mais afetadas com a escassez de água na Paraíba foi Campina Grande e região, já que o Açude de Boqueirão teve seu volume reduzido de forma significativa, levando os gestores a estabelecerem um rigoroso racionamento à população.

Uma das soluções para evitar o colapso no abastecimento de água na região da Borborema e no Estado era a conclusão das obras do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco. Mas, para que isso acontecesse, era necessário que o Estado e municípios da Paraíba também providenciassem obras, sobretudo de saneamento, a fim de evitar que as águas transpostas fossem contaminadas. Esse trabalho foi mediado pelos promotores e procuradores de Justiça do MPPB. A instituição ministerial monitorou o cronograma das obras federais, estaduais e municipais. A inauguração do Eixo Leste, no município de Monteiro, aconteceu em março de 2017, e as águas do Rio São Francisco puderam ser levadas ao Açude Boqueirão, acabando com o racionamento de água na região.