Promotoria realiza audiência e supermercado se compromete a sanar problemas de mobilidade, em JP

A Promotoria do Meio Ambiente e Patrimônio Social de João Pessoa realizou, na manhã desta terça-feira (19), uma reunião para discutir os problemas de mobilidade urbana provocados pela carga e descarga de caminhões no entorno do supermercado Menor Preço, localizado no Cristo, na Capital. Durante a audiência, o proprietário se comprometeu a sanar as irregularidades.

Segundo o promotor de Justiça João Geraldo Barbosa, moradores da rua onde está localizado o estabelecimento comercial denunciaram o incômodo causado pelos caminhões estacionados ao longo da rua fazendo carga e descarga e impossibilitando o tráfego de pedestres na calçada, a entrada de veículos nas garagens das casas dos moradores e o permanente estado de sujeira.

Na audiência, o proprietário do supermercado reconheceu os problemas existentes e se comprometeu a, no prazo de cinco dias, estacionar todos os veículos de cargas e distribuição de produtos e materiais que abastecem seu estabelecimento em um terreno murado próximo, que também é de sua propriedade. Além disso toda a carga e descarga será realizada no interior do supermercado que vai receber um caminhão por vez.

O proprietário informou ainda que se encontra em fase de conclusão um centro de distribuição, no bairro das Indústrias, que vai permitir a solução de estacionamento de veículos de grande porte de toda a rede de lojas Menor Preço e do ramo de cosmético e decoração. A previsão é de que a obra seja concluída em janeiro de 2018.

A Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) se comprometeu a retirar as placas de carga e descarga da rua onde se localiza o supermercado, no Cristo. A Secretaria Municipal de Planejamento entregou relatório com fotos do local.

Após os cinco dias, o engenheiro do Ministério Público, Caio Sampaio, vai realizar uma inspeção no estabelecimento e no terreno onde os caminhões serão estacionados e emitir relatório conclusivo.

Participaram da audiência representantes da Procuradoria do Município de João Pessoa, das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Urbano (Sedurb) e de Planejamento (Seplan), e da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob).