Corregedoria-Geral realiza correição nos cargos com atuação no Tribunal do Júri de JP

A Corregedoria-Geral do Ministério Público da Paraíba está realizando correição nos cargos de 11º ao 14º promotor de Justiça de João Pessoa, que atuam no Tribunal do Júri da Capital. Na segunda-feira (26/04), ocorreu a reunião inaugural da correição por videoconferência.

Participaram da reunião o corregedor-geral, Alvaro Gadelha; da subcorregedora-geral, Kátia Rejane Lucena; dos promotores corregedores Anne Emanuelle Malheiros Costa y Plá Trevas ne Clistenes Holanda; e dos promotores Alexandre Varandas, Marcus Leite e Edjacir Luna.

O corregedor-geral iniciou a reunião destacando o propósito de estreitar o relacionamento entre o órgão correicional e os membros da instituição. "Queremos mostrar que o promotor pode ter a Corregedoria como apoio, base, suporte, que se sinta protegido pelo órgão".

A subcorregedora Kátia Rejane Lucena acrescentou que manter esse vínculo de aproximação com o promotor traz os melhores resultados. "Somos um todo, somos Ministério Público. Para desempenhar nossa missão temos que nos unir, trazer a todos mais próximos".

O promotor Clístenes Holanda declarou que a nova gestão tem como propósito buscar os bons exemplos e modelos de atuação para difundir, como forma de reconhecimento. Ele explicou a metodologia e a divisão de tarefas empregada na correição. A promotora Anne Emanuelle esclareceu que a maior parte do trabalho será virtual e desejou uma correição produtiva para todos.

Os promotores Alexandre Varandas, Marcus Leite e Edjacir Luna externaram a satisfação de receber a corregedoria e se colocaram à disposição para o que for necessário. Eles também expressaram os problemas e desafios da atuação no Tribunal do Júri durante a pandemia de covid-19.