Corregedoria-Geral realiza correição no Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional

A Corregedoria-Geral do Ministério Público da Paraíba deu início, nessa segunda-feira (21/06), à correição ordinária no Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), cumprindo o calendário de 2021. A reunião inaugural teve a participação do corregedor-geral, procurador Alvaro Gadelha; dos promotores corregedores Anne Emanuelle Malheiros; do diretor do Ceaf, procurador José Raimundo de Lima; e da coordenadora do Ceaf, promotora Renata Luz.

O corregedor-geral abriu a reunião ressaltando o trabalho que vem sendo realizado pelo Ceaf, principalmente desde o início da pandemia, quando começou a promover uma série de webinares e cursos online voltados ao aperfeiçoamento de membros, servidores e assessores do MPPB.

Ainda foi ressaltado pelo corregedor-geral a competência e a dedicação à instituição do diretor e da coordenadora do Ceaf. “O Ministério Público tem dois valorosos membros”, asseverou.

O promotor Rodrigo Pires apontou que o MPPB precisou se reinventar após o início da pandemia e que o Ceaf deu grande contribuição nesse processo ao intensificar a quantidade de cursos e melhorar a forma de capacitar as pessoas. Ele assinalou ainda a importante contribuição do Ceaf para o concurso para promotor substituto ao organizar o curso de formação, realizado entre fevereiro e março deste ano.

A promotora Anne Emanuelle também destacou o comprometimento e dedicação ao trabalho de toda a equipe que forma o Ceaf e falou da participação do órgão no concurso.

A coordenadora do Ceaf, promotora Renata Luz, explicou que o órgão, atualmente, está dividido em três setores: o Núcleo de Ensino à Distância (Nead), o setor da Revista Jurídica e a secretaria. Ela destacou que o órgão tem uma equipe que trabalha unida, com dedicação e amor à instituição, mas que precisa de mais servidores para atender as necessidades.

A promotora Renata Luz informou ainda que está elaborando um projeto de capacitação destinado aos novos promotores de Justiça que vão tomar este ano. O objetivo é abordar temas com os quais os promotores vão se deparar na prática, como júri, infância e a gestão da Promotoria de Justiça.

O diretor do Ceaf, procurador José Raimundo de Lima, também falou sobre os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pelo órgão e destacou a competência e comprometimento da equipe. Ele falou ainda sobre a importância do Ceaf para a instituição devido ao seu caráter pedagógico. “Estamos fazendo o melhor para o Ministério Público”, comentou.

O procurador José Raimundo também agradeceu à Corregedoria e se colocou à disposição para o que for necessário.