Promotoria da Saúde de JP alerta sobre risco de anabolizantes

A Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde de João Pessoa faz um alerta sobre os danos que o uso indiscriminado e excessivo de anabolizantes sem fins terapêuticos pode trazer à saúde das pessoas. A promotora de Justiça Maria das Graças Azevedo instaurou um procedimento administrativo para acompanhar a divulgação de uma campanha sobre o assunto.

Segundo a promotora de Justiça Maria das Graças Azevedo, o uso desses produtos tem sido cada vez mais comum, principalmente em academias, e entre o público mais jovem, com o objetivo de aumentar a competitividade, ajudar na cura de lesões ou simplesmente por questões estéticas, E isso é muito preocupante. “São de relevância pública as ações e serviços de saúde, cabendo ao poder público dispor, nos termos da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização e controle”, disse.

A campanha idealizada pela promotora consiste na fixação de cartazes educativos e de prevenção ao uso indiscriminado de esteroides anabolizantes e seus efeitos nocivos à saúde. A promotoria já está com a relação atualizada das academias existentes e registradas em João Pessoa. A lista foi encaminhada pelo Conselho Regional de Educação Física da 10a Região. Os cartazes deverão ser distribuídos durante o verão, quando aumenta o fluxo nas academias.

O uso indiscriminado e excessivo de anabolizantes é perigoso e pode causar sérios danos à saúde, como infertilidade, aumento de acnes, queda do cabelo, distúrbios da função do fígado, tumores no fígado, explosões de ira ou comportamento agressivo, paranoia, alucinações, psicoses, coágulos de sangue, retenção de líquido no organismo, aumento da pressão arterial e risco de adquirir doenças transmissíveis, como HIV/Aids e hepatite.