Recomendação: Município de Alagoa Grande não deve paralisar vacinação no recesso de fim de ano

O Ministério Público da Paraíba recomendou ao Município de Alagoa Grande que se abstenha de paralisar a vacinação da população contra a covid-19 no período de 20 a 31 de dezembro, ante a essencialidade do serviço de saúde que está sendo prestado, notadamente em razão da proliferação de casos da variante ômicron por todo o mundo.

A recomendação foi expedida pelo promotor de Justiça João Benjamim Delgado Neto. Segundo o documento, ofício da Secretaria de Saúde de Alagoa Grande informa que as Unidades Básicas de Saúde da Família entrarão em recesso entre 20 e 31 de dezembro, devido às festividades de fim de ano.

Conforme a recomendação, por ser serviço essencial, a vacinação não pode ser interrompida. Além disso, há o surgimento de novas variantes, a exemplo da ômicron, a qual se alastra com velocidade sem precedentes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS)..

Ainda de acordo com a recomendação, o esquema vacinal completo de cada indivíduo, com sua devida dose de reforço, amplia a proteção de toda coletividade contra a covid-19 e suas variantes.

É destacado também que o objetivo primordial da vacinação é a redução da morbimortalidade causada pelo novo coronavírus, sendo fundamental a manutenção do funcionamento da força de trabalho dos serviços de saúde e do funcionamento dos serviços essenciais.

 

Imagem ilustrativa