Colégio de Procuradores aprova voto de pesar pelo falecimento do ex-procurador-geral Júlio Paulo Neto

O Colégio de Procuradores de Justiça aprovou, na tarde desta segunda-feira (27/01), um voto de pesar pelo falecimento do desembargador aposentado e ex-procurador-geral de Justiça, Júlio Paulo Neto. O voto foi aprovado na º sessão ordinária do CPJ, realizada na sede do Ministério Público da Paraíba.

A sessão foi presidida pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, e teve a participação da corregedora-geral do MP, procuradora Vasti Cléa Marinho Lopes, e dos procuradores de Justiça Janete Ismael, Alcides Jansen, Kátia Rejane Lucena, Doriel Veloso, José Raimundo de Lima, Alvaro Gadelha, Marcus Villar, José Roseno Neto, Francisco Sagres, Marilene Campos, Valberto Lira, Luciano Maracajá, Herbert Targino, Joaci Jovino e Aristóteles Santana.

Os procuradores destacaram o trabalho profícuo desenvolvido pelo desembargador quando ocupou o cargo de procurador-geral de Justiça entre 1997-2001, bem como o dinamismo que aplicou à gestão naquela época, ressaltando que ele é uma referência para o Ministério Público da Paraíba.

O voto de pesar será encaminhado à esposa do ex-procurador, Berenice Ribeiro Coutinho, e extensivo aos três sobrinhos promotores de Justiça: Carlos Romero Lauria Paulo Neto, Sandra Paulo Neto e Octávio Celso Gondim Paulo Neto.