PGJ faz avaliação dos primeiros meses da gestão e traça metas para 2018

 

Na manhã desta quinta-feira (28), o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, conduziu uma reunião de avaliação da gestão e de planejamento das ações para o novo ano que se aproxima. Entre os assuntos tratados estiveram a situação orçamentária da instituição, os preparativos do concurso para promotores de Justiça, a contratação de novos estagiários e a nomeação de mais servidores aprovados na última seleção.

“Nos reunimos para avaliar esses quatro meses de gestão e para traçar metas para o início de 2018, tanto na área administrativa, quanto institucional. Vamos iniciar o ano, após o recesso, com as medidas iniciais a serem tomadas já traçadas e com um planejamento geral do que queremos realizar em 2018”, disse Francisco Seráphico.

Participaram da reunião os subprocuradores-gerais de Justiça, Alcides Orlando de Moura Jansen e Valberto Cosme de Lira (em exercício); os promotores de Justiça, Francisco Lianza Neto e Antônio Hortêncio Rocha Neto, e o diretor-administrativo, Marcos Vinícius Ferreira Cesário.

O promotor de Justiça, Francisco Lianza Neto - que vai substituir o promotor Antônio Hortêncio Rocha Neto (que entrará em férias) na Secretaria-Geral do MPPB, nos primeiros dias deste janeiro  - destacou alguns pontos tratados na reunião: “Foi feita uma avaliação geral, onde foram destacados alguns pontos positivos, como reestruturação do espaço físico dos CAOs, realocação das promotorias do Cidadão e da Ccrimp, reforma da Promotoria de Mangabeira… Também avaliamos as reuniões regionais e discutimos a manutenção da política financeira da instituição; além da inspeção do CNMP, feita este mês, e da situação orçamentária do MPPB”.

Para 2018

Para o novo ano, foram eleitas algumas prioridades, como a reforma nas promotorias de Sapé e Monteiro e a elaboração de estudo para construção da Promotoria de Itabaiana. Na área administrativa, o destaque foi a avaliação de todos os contratos vigentes na instituição, a retomada dos estágios e os preparativos para o processo de contratação da empresa que ficará responsável pelo concurso para promotores de Justiça, que deverá ser realizado no próximo ano, e para a nomeação de mais 18 servidores aprovados no último concurso do MPPB.

Também foram discutidos a realização de estudos para implantação do pagamento da indenização por deslocamentos de membros em substituição e sob convocação e também para o pagamento da diferença de entrâncias nas substituições.