Promotores vão representar o MPPB em palestras que serão promovidas pela CMJP

Dois promotores de Justiça vão representar o Ministério Público da Paraíba (MPPB) e participar como debatedores em palestras que serão promovidas pela Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), neste mês de março, em comemoração aos 70 anos da instalação do poder legislativo municipal, após a redemocratização de 1947.

O convite foi feito, na tarde desta quarta-feira (7), durante visita institucional do presidente da CMJP, o vereador Marcus Vinícius, ao procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, na sede da Procuradoria-Geral de Justiça, em João Pessoa. Participaram do encontro o 1° subprocurador-geral de Justiça, Alcides Jansen, o diretor-geral e o procurador-geral da Câmara Municipal, Carlos Santos e Antônio Paulo Rolim, respectivamente.

No próximo dia 23, às 9h, a CMJP e a Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba vão promover no Plenário da Câmara Municipal, no Centro de João Pessoa, uma palestra sobre o tema “Segurança Pública, Drogas e Violência”. O palestrante será o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Siro Darlan. O procurador-geral de Justiça do MPPB convidou o promotor de Justiça, Márcio Gondim, que coordena o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça Criminais para representar a instituição ministerial e atuar como debatedor no evento.

Já no dia 28, será o promotor de Justiça Carlos Romero Lauria Paulo Neto quem vai representar o MPPB e atuar como debatedor na palestra que será ministrada pelo vice procurador-geral da República, Luciano Maia, sobre o tema “Improbidade Administrativa, corrupção e suas consequências para a sociedade brasileira”. A palestra será às 15h, no auditório Ariano Suassuna do Tribunal de Contas do Estado, em João Pessoa.

Conforme explicou o presidente da CMJP, as palestras são uma parceria com o programa Interlegis do Senado Federal e têm como objetivo debater temas relevantes para a sociedade e para o parlamento, ressaltando a importância do Poder Legislativo no Estado Democrático de Direito. “Essa foi uma visita institucional. Sempre temos tido essa parceria com o Ministério Público. Estamos trazendo duas importantes figuras nacionais para que possamos fazer esse debate com a sociedade organizada e viemos pedir ao MP, a indicação de promotores para enriquecer ainda essa discussão”, disse.