Seger e Sindicato dos Servidores do MPPB discutem ato sobre ponto eletrônico

A Secretaria-Geral do Ministério Público da Paraíba (Seger/MPPB) reuniu-se, na manhã desta segunda-feira (4), com o Sindicato dos Servidores da instituição para discutir o Ato do Procuradoria-Geral de Justiça que vai disciplinar o ponto eletrônico e o banco de horas.

De acordo com o secretário-geral do MPPB, o promotor de Justiça Antônio Hortêncio Rocha Neto, a expectativa é de que o Ato seja publicado ainda este mês. O ponto eletrônico vai substituir o ponto digital e será feito, na própria instituição, através do Sistema de Gestão de Pessoas (GEP), desenvolvido pela Diretoria de Tecnologia da Informação (Ditec) do MPPB. “A reunião é importante exatamente para haver uma sintonia maior entre o que pretende a administração com esse controle e os anseios da classe de servidores, para que possamos tornar o ponto mais efetivo”, disse.

O presidente do Sindicato dos Servidores do MPPB, Daniel Guerra, expôs questionamentos da classe em relação ao assunto. “O sindicato veio acompanhar a elaboração do Ato e fazer os questionamentos necessários, propor melhorias que visem tornar mais prático e mais direto o controle dos servidores. Colocar a instituição em sintonia com práticas que já existem em outros órgãos e também na iniciativa privada. Há reclamação de muitos servidores em relação ao registro atual. A ideia é tornar mais prático o ponto, com a possibilidade do controle permanente do próprio servidor e evitar constrangimentos desnecessários como tem ocorrido. Também viemos falar da implantação, na prática, do banco de horas, que hoje é inexistente na instituição”, disse.

O secretário-geral informou ainda que, após a publicação do ato disciplinando o registro de ponto eletrônico e a implementação do banco de horas, haverá um período de adaptação para os servidores.

Participaram da reunião a chefe do Departamento de Recursos Humanos do MPPB, Keyla Colaço, e o diretor financeiro do Sindicato dos Servidores da instituição, Edicley Torres Valdevino.