IV CONGRESSO: Palestrante fala sobre os aspectos da atuação social do MP

O último dia do IV Congresso Estadual do Ministério Público da Paraíba começou com uma palestra sobre “Aspectos da Atuação Ministerial na Esfera da Defesa dos Direitos Sociais”, ministrada pela promotora de Justiça do Ministério Público do Estado do Maranhão Ana Teresa Silva de Freitas, que também coordena o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional do MPMA e a Escola Nacional do MP. A mesa teve como coordenadora a promotora de Justiça Adriana Amorim de Lacerda.

Na palestra, a promotora falou sobre os projetos de intervenção do ministério Público para efetivação das políticas públicas. Ela indicou que, no momento de crise ética, política e econômica que o país vive, é necessário resgatar os aspectos sociais.

De acordo com a palestrante o Ministério Público, dentro do paradigma contemporâneo, deve ser reflexivo, proativo e resolutivo. Para tanto é necessário o desenvolvimento de projetos que atuem na realidade social. Ela explicou as etapas da elaboração dos projetos de intervenção, levantamento prévio, planejamento e o monitoramento.

“Que, comprometidos com o plano constitucional, com a vida em toda a sua diversidade, com planejamento, ética, escuta qualificada e democrática e, sobretudo, coragem e sensibilidade, possamos transformar a realidade social e construir o Ministério público que precisamos”, destacou.

O IV Congresso Estadual do MPPB tem como “Ministério Público Contemporâneo: Três Décadas da Constituição Cidadã”. O evento é promovido pelo Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), em parceria com a Associação Paraibana do Ministério Público (APMP).