Refletir: projeto apresenta resultados positivos no 1º grupo reflexivo de Bayeux

A Promotoria de Justiça de Bayeux desenvolveu, em 2020, o projeto Refletir no município e já colheu resultados positivos. Seis meses após a realização do primeiro grupo reflexivo com homens processados por violência doméstica, uma análise constatou que não houve reincidência entre os participantes.

Segundo a promotora de Justiça Fabiana Lobo, devido a dificuldades ocasionadas pela pandemia, houve a limitação de participantes do primeiro grupo, que envolveu quatro homens com processos de violência doméstica. A pesquisa mostrou que os quatro participantes não voltaram a reincidir na prática.

As oficinas do primeiro grupo reflexivo ocorreram entre setembro e outubro do ano passado. o projeto foi desenvolvido com o apoio do Serviço Pastoral dos Migrantes do Nordeste - SMP.

Durante as oito oficinas, a discussão sobre o conceito de gênero, reflexões sobre Direitos Humanos e construções históricas, comportamentos agressivos e comunicação não violenta. Também foi aprofundado o conhecimento sobre a Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha.

De acordo com a promotora Fabiana Lobo, o projeto Refletir proporcionou engajamento dos participantes e melhor capacidade reflexiva sobre os temas abordados referentes à violência de gênero. 

A promotora destacou ainda a importância para a sociedade. "É um projeto de extrema importância gerar uma melhor capacidade reflexiva de homens envolvidos em situações de violência contra mulher", disse.