Nudetor e diretoria do Treze discutem situação do estádio Presidente Vargas

O coordenador do Núcleo do Desporto e Defesa do Torcedor (Nudetor) do Ministério Público da Paraíba, procurador de Justiça Valberto Lira, que coordena a Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, se reuniu na manhã desta terça-feira (30/11), com a nova diretoria do Treze Futebol Clube para tratar sobre o estádio Presidente Vargas. 

Participaram o tenente-coronel Nazareno Oliveira, diretor de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros; o presidente do Treze, Olavo Rodrigues; e integrantes da diretoria.

Durante a reunião, foi discutida a situação do estádio Presidente Vargas. Segundo o diretor de atividades técnicas, o Treze deve apresentar um projeto  de prevenção e combate a incêndio e controle de pânico que vai prever as adaptações que será necessário realizar no estádio.

O procurador Valberto Lira informou que as preocupações da comissão foram apresentadas e após o encaminhamento do projeto será estabelecido um cronograma para a realização das adaptações necessárias. “Vamos estabelecer um cronograma para resolver as situações que carecem de atenção para que, no futuro bem próximo, o Treze tenha jogos de menor porte no seu próprio estádio”.

O presidente Olavo Rodrigues fez uma avaliação positiva da reunião e falou dos próximos passos. “A partir de agora estamos com as informações, daquilo que haveremos de fazer para reestruturar o estádio Presidente Vargas dentro das recomendações que a comissão tem feito. Vamos adotar as medidas e logo estaremos apresentando projeto pedido para que o estádio esteja em condições de sediar os jogos do Campeonato Paraibano, exceto contra o Campinense e o Botafogo, que estarão no Amigão”, disse.