MPPB e GVS-JP voltam a inspecionar hospital infantil em JP, devido a novo vazamento de gás; unidade é notificada

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) realizou, na manhã desta segunda-feira (23/05), uma nova inspeção, junto com a Vigilância Sanitária do Município de João Pessoa (GVS-JP), no Hospital Infantil Arlinda Marques, em razão de outro vazamento de gás ocorrido na última sexta-feira (20/05) que levou à necessidade de realocar o prontoatendimento para a área ambulatorial, situação que só foi normalizada na manhã do sábado. A direção técnica da unidade hospitalar foi notificada pela VGS-JP para providenciar imediatamente a contratação de empresa especializada em análise de gases/ar para verificar o que está acontecendo.

A inspeção foi realizada pela 49ª promotora de Justiça da Capital, Jovana Tabosa. Também estiveram presentes a diretora de Atenção à Saúde do Município, Aline Grisi, e o diretor-geral do Arlinda Marques, Cláudio Régis, que confirmou a ocorrência de novo vazamento de gás, a menos de dez dias após episódio semelhante verificado no dia 11, na ala amarela, que levou à necessidade de esvaziamento do setor de emergência e à suspensão da internação de novos pacientes pediátricos. Os pacientes internos tiveram que ser realocados para outros setores do hospital e a ala foi interditado pela GVS-JP desde o dia 13 de maio para verificação do que provocou o incidente.

Na inspeção realizada hoje, a diretora de Atenção à Saúde afirmou que vai manter contato com representantes da Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa) e com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinfra), para solicitar urgência na análise das galerias e efluentes que circundam o hospital, a fim de identificar se o vazamento tem como origem algum desses locais.

Grisi informou ainda que vai tratar do assunto com a Secretária de Estado da Saúde (SES-PB), na reunião que será realizada nesta terça-feira (24/05) com o órgão.

A direção do Arlinda Marques tem cinco dias para apresentar ao MPPB a comprovação das ações implementadas para atender às recomendações da GVS-JP.