MPPB participa de ação para alertar a sociedade sobre a violência doméstica no São João

Durante a live será lançada a terceira edição da campanha “São João em casa sim! Com violência, não!”

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) vai participar de uma ação que será realizada nesta segunda-feira (21/06) de forma remota, devido à pandemia da covid-19, para alertar a sociedade paraibana sobre a violência doméstica durante o período de São João. Durante a ação, será lançada a terceira edição da campanha “São João em casa sim! Com violência, não!”, promovida pela Rede de Atenção às mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e sexual (Reamcav), coordenada pela Secretaria da Mulher e Diversidade Humana do Estado (Semdh) e integrada pelo MPPB.

A live será realizada às 18h no canal da Semdh no Youtube e contará com a participação das promotoras de Justiça que atuam na defesa da mulher vítima de violência doméstica de João Pessoa e Campina Grande, Rosane Araújo e Ismânia Pessoa, respectivamente; dos juízes da Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Ana Carla Falcão, Caroline Silvestre e Antônio Júnior; da presidente da Comissão de Combate à Violência e Impunidade contra a Mulher da OAB, Izabelle Ramalho; da secretária da Mulher e Diversidade Humana do Estado, Lídia Moura; da coordenadora e subcoordenadora das delegacias da mulher, Renata Matias e Sileide Azevedo e da representante do Conselho Estadual dos Direitos das Mulheres, Márcia Dornelles.

Conforme explicou a promotora de Justiça Ismânia Pessoa, a campanha é uma medida pedagógica que tem como propósito promover e fortalecer o combate à violência contra a mulher, sobretudo durante a pandemia, que impõe a necessidade de as pessoas permanecerem mais tempo em casa, para evitar a propagação e contaminação do vírus. “Sabemos que, na maioria das vezes, é dentro de casa que ocorrem os episódios de violência contra a mulher e é preciso que as pessoas denunciem esses casos, que as vítimas saibam que não estão sozinhas e que devem e podem pedir ajuda", disse, destacando inclusive o serviço de Delegacia Online, em que é possível fazer o registro de ocorrência de violência doméstica pela internet. 

Reamcav

A Reamcav é coordenada pela Semdh e integrada por entidades e instituições parceiras como o próprio MPPB, o Tribunal de Justiça da Paraíba, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PB), a Secretaria de Segurança e Defesa Social do Estado, Polícia Civil e coordenadoria das Delegacias de Mulheres (Coordeam).