Rede de proteção de Caaporã participa de capacitação do projeto Refletir

Foi realizada, nesta segunda-feira (18/10), a capacitação de profissionais da rede de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica do município de Caaporã que serão facilitadoras do projeto "Florescer Mulheres". A iniciativa que visa combater e prevenir a violência contra a mulher teve a adesão da promotora de Justiça de Caaporã, Miriam Pereira Vasconcelos.

O projeto, que tem como gestora a promotora de Justiça Dulcerita Alves, consiste em um grupo reflexivo de homens que respondem a processo judicial ou inquérito policial ou submetido à medida de proteção, envolvidos em contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher, a fim de despertar uma reflexão sobre suas atitudes, fazendo com que internalizem uma conduta de comportamento assertivo, não mais praticando atos agressivos.

A capacitação das facilitadoras está sendo ministrada pela advogada Marília Carvalho, mestra em Direito, que atua na área da violência doméstica, e é facilitadora do projeto “Refletir”, em João Pessoa. Participaram da capacitação a secretária de Desenvolvimento Humana e Inclusão Social de Caaporã, Rosemary Nascimento Lima; e representantes do Centro de Referência em Assistência Social (Cras), Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas), Conselho Tutelar, Família Acolhedora, Vigilância Socioassistencial e Divisão de Políticas para as Mulheres. 

Durante os grupos reflexivos, são realizadas oito oficinas, a discussão sobre o conceito de gênero, reflexões sobre Direitos Humanos e construções históricas, comportamentos agressivos e comunicação não violenta. Também foi aprofundado o conhecimento sobre a Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha. As oficinas são desenvolvidas através de atividades lúdicas, conversas e exibição de filme.

Além do "Refletir'', a promotora Miriam Vasconcelos também aderiu ao projeto “Florescer Mulheres”, que trabalha com mulheres vítimas de violência doméstica, e já teve o primeiro grupo operativo realizado em Caaporã.